O melhor de 2016

quinta-feira, dezembro 29, 2016

Quando chega a esta altura do ano, começamos sempre a pensar no bom e no mau que o ano nos trouxe. Também fazemos aquelas promessas para o ano seguinte, que nunca cumprimos (ou pelo menos, na grande maioria, não cumprimos). Mas fica sempre bem pensarmos que vamos conseguir fazer tudo o que idealizamos para o novo ano.
Em relação às promessas, deixamos para um outro post. Mas queríamos partilhar convosco aquilo que consideramos que foram os melhores momentos de 2016.
E para vocês? O que foi o melhor de 2016? Partilhem tudo connosco ;)



1. Vi alguns concertos de bandas que eu curto: não sei se sabem, mas não sou menina de sair à noite. Se quiserem marcar alguma coisa comigo, tem que ser de manhã ou no máximo, um jantar. Não sou nada de borgas e copos. Mas se há coisa que me faz sair de casa à noite, são os concertos. Adoro concertos. Já vi quase 300 bandas/cantores, e espero que para o ano possa aumentar esta minha lista de concertos assistidos (pelo menos, já tenho alguns apontados na agenda).


Hills Have Eyes | Korn (do pouco que deu para ver lol) | Iron Maiden | More Than a Thousand | Terror | Gorilla Biscuits


2. O Sport Lisboa e Benfica foi campeão nacional: pela terceira vez seguida, vi o meu clube a ser campeão nacional.

3. A Kira entrou na nossa família: este ano os meus pais adoptaram uma pastora alemã, que é doida como tudo. Não tenho cães na minha casa, mas todas as semanas visito esta minha família de 4 patas, que inclui uma pastora alemã e dois caniches :P

4. Vi pela primeira vez o Johnny Depp ao vivo: este parece um bocado de pita histérica, mas não é. Eu não gritei quando o vi, nem chorei. Mas para quem vê filmes do Tim Burton desde pequena, sabe o que é adorar o Johnny Depp (ok, para além da pinta do gajo que era muito nice).


5. Passeei bastante por Portugal: não conheço muitos hotéis em Portugal, mas dos que conheço, nunca nenhum conseguiu retirar do topo da minha preferência o Ecorkhotel em Évora. E por norma, quando não vamos para fora do país, tentamos sempre ir ao Ecork. Este ano não foi excepção. Não saímos de Portugal e fomos duas vezes a Évora (uma no inverno e outra no verão). Já falei deste hotel aqui neste post.
Também visitámos o Douro durante uns dias. Andava há algum tempo a dizer ao meu marido que queria lá ir, porque tinha paisagens espectaculares. E não desiludiu mesmo nada.
Entretanto passámos por mais alguns lugares por Portugal, e visitámos monumentos que não conhecíamos ou já não íamos há algum tempo. Portugal é lindo. Temos muito por onde explorar.


Vila Nova da Barquinha | Castelo de Almourol | Palácio Nacional de Mafra | Templo de Diana - Évora | Palácio de Queluz | Alto Douro Vinhateiro | Ecork Hotel - Évora | Basílica da Estrela | Convento do Carmo


6. Portugal foi campeão europeu: esta vocês sabem qual foi o sentimento. Mesmo quem não liga a futebol, deve ter vibrado com esta vitória. Sofremos até ao último minuto. Foi mesmo muito bonito de ver. E sempre posso dizer que vi Portugal a ser Campeão Europeu :D


7. Criei um blog juntamente com a Catarina: e apesar de ainda ter poucos meses de vida, estou a gostar muito desta experiência. Dá trabalho, mas também dá muito gozo quando vemos que temos pessoas que nos seguem por gosto. Obrigada a vocês por isso.

8. Alterei os hábitos alimentares: esta é recente. Mas este ano decidi que queria largar as dietas e tornar os meus hábitos alimentares os mais saudáveis possíveis. Vou no segundo mês desta alteração, e tem corrido bem (apesar de Dezembro trazer sempre um bocadinho de excessos). Quando me sentir mais à vontade com este novo estilo de vida, faço um post sobre isso, para vos explicar o que mudei na minha alimentação e o que notei de diferente em mim.

9. Tenho as pessoas que amo ao meu lado: tive que acrescentar esta aqui porque se há coisa que mais me deixa feliz, é poder ter as pessoas que amo ao meu lado. Sem preocupações por estarem doentes, por isto ou por aquilo. Das coisas que mais peço todos os anos é que o novo ano continue a ser um ano saudável para todos os meus familiares e amigos.

Todas as fotografias foram tiradas por mim (à excepção das fotos de bandas, logótipos de bandas e a fotografia da selecção portuguesa).



1. Fui pela primeira vez aos Estados Unidos da América. Confesso que esta viagem não estava no topo da lista mas adorei. Uns amigos nossos falaram-nos duma roadtrip que iam fazer pela Califórnia e depois de conhecermos o plano deles, ficamos apaixonados pela beleza do país. Inicialmente, a ideia era ir com eles mas não foi possível devido a compromissos profissionais e acabei por ir só com o Daniel. Voamos de Hong Kong para San Francisco e fizemos a costa toda da Califórnia, o Joshua Tree Park, Death Valley, Las Vegas, Grand Canyon e finalmente Los Angeles. Gostamos muito do deserto e muito pouco de Los Angeles que foi uma verdadeira desilusão: uma cidade caótica que não é nada do que parece na televisão. Este é o modelo de viagem que cada vez gostamos mais (roadtrip!) e se tudo correr bem no início do próximo ano faremos outra mas noutro país. Conseguem adivinhar onde?







2. Criei este blog com a Kat. Já tinha um blog pessoal mas quando ela me fez esta proposta não podia deixar de dizer que sim! Em primeiro lugar porque é uma das minhas melhores amigas, em segundo lugar porque ambas temos o mesmo objectivo com este projecto (embora tenhamos gostos e posts diferentes) e finalmente porque é uma forma de me manter ligada a Portugal. A Kat está literalmente a 6800 milhas de distância de mim!

3. Ainda não partilhei aqui mas este ano dei um passo muito importante para a concretização de um sonho meu: comecei a estudar para ser health coach. Embora tenha tirado o curso de Direito e me sinta realizada profissionalmente, cada vez mais me fui apaixonando pelo mundo da nutrição, coaching, fitness, etc. Inicialmente, pensei que gostaria de tirar um segundo curso - ciências da nutrição. No entanto, porque aqui em Macau esse curso não existe essa hipótese era pouco viável. Foi então, que depois de ler mais percebi que aquilo que realmente queria era ser coach, ajudar alguém que já fez milhentas dietas a concretizar os seus objectivos. Um health coach não é um nutricionista (nem o substitui de modo algum!) mas é, a meu ver, a peça que falta do puzzle. O curso começou em Setembro, estou a adorar e cada vez acho que é mesmo isso que quero fazer.



4. Reuni-me com amigas que não via desde o oitavo ano. Do quinto ao oitavo ano, estudei num colégio, em Vila Nova de Gaia, até vir para Macau. Entretanto, perdi o contacto com algumas amigas mas acabamos por nos encontrar no Facebook (vá o Facebook também tem coisas boas). É bom saber que apesar da distância e tempo há coisas que não mudam. Gostei imenso de estar com elas, são pessoas com uma boa disposição contagiante, que me surpreenderam pela positiva. Foi muito bom recordar a nossa adolescência e ler as ridículas cartas/bilhetinhos que escrevíamos. Pôs-me a pensar se por vezes não perdemos oportunidades ao dizer que não e fecharmo-nos no nosso cantinho isoladas.



5. Visitei o Porto ao fim de mais de quatro anos. Como vos contei estudei lá, os meus pais ainda têm lá a casa mas sempre que lá ia era a correr. Desta vez aproveitei ter mais férias que o Daniel e passei lá uma semana. Fiquei absolutamente encantada com a cidade, com as pessoas (não desfazendo as outras, as pessoas no Norte no geral para mim são muito mais simpáticas), a oferta de restaurantes/lojas/cafés. Via-me perfeitamente a viver lá (podia era não estar tanto frio nem mau tempo no Inverno mas não se pode ter tudo :-p).







6. Descobri o aerial yoga e o pilates on a reformer (se colocarem no google vêm logo o que é, é difícil de explicar). Quem me conhece sabe que apesar de ser disciplinada, não gosto muito de exercício físico, por isso quando encontro algo que me coloque um sorriso nos lábios, enquanto suo e perco calorias, sinto-me com uma criança a abrir uma prenda. Já tinha experimentado vários tipos de yoga mas nunca fui muito fã, até descobrir o aerial yoga. Tanto um como o outro melhoram a flexibilidade e problemas de coluna. O pilates é melhor para reforçar os músculos dos braço e pernas mas o aerial yoga permite ter uma sensação de paz e leveza total. De cabeça para baixo! Há uma parte final da aula em que estamos envolvidas nos panos, em que é impossível não nos sentirmos totalmente relaxados.



7. Vi Portugal ser campeão europeu. Principalmente estando em Macau, a ver os jogos às 3h e 5h da manhã, foi uma grande alegria e emoção acompanhar a vitória. Pelo contrário, estar longe teve a vantagem de não ver o Benfica a ser campeão...novamente...Sim, sou Sportinguista e disse à Kat que não queria que ela escrevesse sobre isso no blog :-p Mas como ela ignorou os meus queixumes, tinha que deixar isto aqui registado!

8. E acabo como comecei, com uma viagem: passei o Natal em Bali. Já tinha estado em Bali uma vez mas por muito menos tempo. Voltei a ficar contagiada com a simpatia das pessoas, a óptima comida, a cultura maravilhosa, o pôr-de-sol de sonho, a natureza, etc. Mas sobre Bali, falarei num próximo post :-)







Para updates diários, façam like no 6800milhas AQUI ou sigam-nos no Instragram @6800milhas. Se quiserem entrar em contacto connosco, por razões pessoais ou parcerias, enviem-nos um email para 6800milhas@gmail.com.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Um ano com bons pontos altos, tanto para os portugueses em geral (é inevitável pensar nisso, mesmo eu que não sou fã de futebol também fiquei muito contente com o título e é muito giro ver um país inteiro a festejar) como para vocês as duas em particular :)
    Sempre que passo por aqui fico com vontade de viajar, e eu nem sou a pessoa mais sedenta de viagens que por aí anda :P
    Fiquei curiosa com essa vertente do yoga, eu acho o tradicional um bocado chatinho mas era capaz de achar piada a esse :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também acho o tradicional chatinho por isso és mesmo capaz de gostar deste. A mim surpreendeu-me. Experimenta :-)

      Eliminar
  2. :):):):)
    Pois é Catarina... a zona dos Estados Unidos que escolheste vale mesmo a pena... Adoro São Francisco :)
    Também faz parte do meu top de 2016 o nosso jantar de reencontro...
    E foi óptimo o nosso passeio pelo Porto :):) ser turista na nossa cidade é o máximo... dá-se conta do quanto nós não conhecemos...

    Beijinhos e Feliz 2017!

    ResponderEliminar